Como acionar o DPVAT e receber a indenização integralmente

Para quem acha que seguro é importante só para quem tem carro, vale lembrar que várias pessoas podem ser prejudicadas em um acidente de trânsito. Por isso, quem acabou envolvendo em uma situação semelhante pode acionar e receber o seguro do DPVAT. Os valores são variáveis, mas veja a seguir como receber integralmente.

O que é o DPVAT?

Anualmente, os proprietários de veículos devem pagar uma taxa referente a um seguro muito importante. Esta taxa é ferente ao DPVAT e representa o seguro obrigatório de danos pessoais causados por veículos automotores de vias terrestres.

A taxa anual para este seguro deve ser paga dentro do prazo estabelecido pelo Detran do seu estado. Casso tenha dúvidas, consulte uma unidade responsável ou pesquise por DPVAT MG, entre outros.

O que nem todo mundo sabe, é que este seguro é diferenciado da maioria dos serviços particulares do mercado. Isto porque, o DPVAT não buscar um causador para o acidente e pode beneficiar todas as pessoas envolvidas.

Como funciona o seguro?

Como mencionado, o seguro DPVAT SP, ou o recurso para qualquer outro estado não visa identificar um culpado para o ocorrido, mas sim indenizar qualquer pessoa que tenha sido prejudicada pelo incidente. Ou seja, motorista, proprietários de veículos envolvidos, pedestres, passageiros, entre outros.

O seguro se divide em algumas categorias e para receber o valor máximo é preciso estar classificado por indenização por invalidez permanente total ou parcial. Assim como para benefícios dos menores de idades que estiverem envolvidos. Quanto as despesas médicas, o máximo a ser pago como seguro é R$ 2.700,00.

O benefício total é dado em caso de invalidez legalmente comprovadas e aos parentes legítimos de vítimas de acidente de trânsito que vieram a falecer e o valor total a ser recebido é de R$13,500.

Como posso acionar?

Se você está de acordo com os requisitos e precisa acionar o seguro do DPVAT, veja o que é preciso para dar inicio ao processo. Em primeiro lugar, é preciso identificar as seguradoras responsáveis pelo DPVAT do seu estado.

Quando identificar os órgãos responsáveis, reúna todos os documentos necessários dependneod da categoria de benefício que você irpa receber. É importante enfatizar que qualquer pessoa envolvida pode acionar.

Quanto antes solicitar o seu recurso, melhor. Por isso, verifique os documentos e vá até uma unidade responsável. Caso tenha dúvidas, se dirija até o Detran do seu estado ou entre em contato através da plataforma digital.

Qual diferença entre corretivo e base? Como usar?

Quem simpatiza ou usa maquiagem, já deve ter encontrado semelhança em vários produtos de beleza. Muita gente acha que não há diferença entre os pincéis, as palhetas de sombra e até mesmo as formas de preparar a pele.

Mas vale lembrar que todo o processo irá afetar no efeito que você quer para a sua maquiagem. A dúvida que mais se repete entre o público é quanto a diferença entre corretivo e base. Você sabe como usá-los? Leia o texto a seguir e entenda mais

Para que serve a base?

Exstem várias etapas na hora de preparar a pele para maquiagem e até na hora de se maquiar. Logo nas primeiras etapas, você pode se deparar com a dúvida: afinal, uso base ou corretivos?

Bem, ambos os produtos são muito importantes e tem uma funcionalidade diferente para a sua pele. Nem todo mundo sabe, mas a base serve para uniformizar a sua pele.

Na hora de criar a sua make, você está usando tons e produtos diferentes, por isso, a base deve ser utilizada para cobrir todo os rosto e dar um efeito homogêneo para a sua make.

Como usar?

O primeiro passo é encontrar uma base que se assemelhe ao seu tom de pele. Muitas pessoas usam dois tons diferentes do produto, para chegar ao mais próximo de sua pele.

Antes de passar a base ou a sua mistura de bases, o ideal é que você limpe o seu rosto com um hidratante leve. O ideal é começar pela testa, vindo do meio das sobrancelhas para os contornos do rosto.

Para que serve o corretivo?

Como você já conferiu, a base tem um uso muito específico na hora de se maquiar. O mesmo ocorre para o corretivo. O produto é utilizado para as pequenas imperfeições.

Vale lembrar que a aplicação do corretivo não permite uma pele uniforme e por isso, deve ser aplicado somente em pequenas áreas do rosto, como olheiras, por exemplo.

Como usar?

Como mencionado, o corretivo deve ser utilizado em regiões especificas do rosto, geralmente as que ficam marcadas de alguma forma. Você pode aplicar com uma esponja, pincel ou até com o dedo mesmo.

Espalhe bem o produto para que você não acabe tendo o efeito inverso n sua maquiagem. O mais recomendado é buscar um tom semelhante a sua pele e finalizar a make com um pó facial adequado. Aplique de maneira leve!